Grupo Saikyou Yosakoi Soran apresenta música e dança da cultura japonesa hoje em Maringá


União de jovens nikkeis faz grupo de dança contemporânea do interior do Paraná um dos mais conhecidos e premiados do Brasil

 

Fábio Guillen, assessoria de imprensa

 

Já imaginou assistir uma apresentação de dança japonesa com dezenas de integrantes cantando, dançando e contagiando o público com um ritmo acelerado, cores vibrantes das vestimentas que lembram o Carnaval brasileiro e diversos arranjos musicais? É o que grupo Saikyou Yosakoi Soran vai levar nesta terça-feira, dia 6, às 21h45, aos visitantes do 30º Festival Nipo-Brasileiro, na Acema, em Maringá.

A união do ritmo Yosakoi Soran, Taiko (tambores japoneses) e cantores japoneses premiados internacionalmente são os principais ingredientes de sucesso do grupo Saikyou. A prova disso está nas premiações nos mais importantes festivais de dança contemporânea do Brasil. O grupo já venceu, por exemplo,  as duas últimas edições do conhecido Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina.  Desde a sua criação em 2007, o grupo Saikyou reúne crianças, jovens e adultos que têm como objetivo manter a cultura japonesa viva e, também, leva-lá aos brasileiros. São ao todo 90 integrantes com idades entre 5 a 73 anos. Todos os participantes têm o apoio de suas famílias, que sem medir esforços, participam dos eventos formando o que a comunidade japonesa chama de família Saikyou Yosakoi Soran.  

A dedicação semanal aos ensaios e a união dos jovens nikkeis tem levado a cultura japonesa para os mais diversos cantos do Brasil. Nem todos os grupos de Yosakoi Soran possuem essa mistura de estilos e ritmos como a inclusão dos tambores japoneses e de vozes poderosas de cantores muito bem colocados no cenário internacional. O grupo Saikyou Yosakoi Soran conta com o apoio de alguns integrantes do grupo Wakadaiko, que também é da Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema), uma das mais unidas e importantes comunidades japonesas do Brasil.

 

Origem do ritmo

Yosakoi Soran é uma dança contemporânea japonesa originada da combinação de tradições vindas de duas províncias do Japão. O “yosakoi”, dança da província de Kochi, significa Yoru ni Koi (venha à noite); e o “soran”, da província de Hokkaido, onde os pescadores desta região utilizam a expressão como um grito de guerra, com movimentos inspirados na atividade dos pescadores do Norte do Japão. Essa fusão resultou em uma dança vibrante e envolvente.

 

Premiações

O grupo Saikyou Yosakoi Soran é bicampeão do Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina, nas duas últimas edições.  O Festival é considerado pelo Livro Guinness dos Recordes como o maior evento no mundo em número de participantes - cerca de 4.500 bailarinos. Além disse festival, o grupo também é bicampeão das duas últimas edições do Festival de Danças do Mercosul, que acontece todos os anos em Puerto Iguazú, na Argentina.

O grupo também participa do Festival de Yosakoi Soran do Brasil desde 2010, realizado inicialmente em São Paulo, na Via Funchal. Nesse período, o Grupo Saikyou conquistou vários títulos, sendo tricampeão (2010, 2011, 2013) e campeão do GrandPrix (2012) na categoria adulto.  

 

Jane Ashihara se apresenta hoje no 30º Festival Nipo-Brasileiro

Dona de uma voz potente e marcante Jane Ashihara também está entre as atrações desta terça-feira no palco principal do 30º Festival Nipo-Brasileiro. A maringaense se apresenta pelo Brasil e pelo mundo desde pequena. Jane coleciona vários títulos, um dos mais importantes foi conquistado em 2005, no Nippon Amateur Kayo Renmei (Nak), realizado em Tóquio, no Japão. Foi influenciada pelos pais que também são cantores. A apresentação de Jane Ashihara começa às 21h.

 

Programação desta terça-feira

20h      -   Grupo Folclórico da ACEMA

20h15 -   Apresentação de Aikidô

20h30 -   Ballet Regina Mundi

21h      -   Show Musical -Jane Ashihara e Convidados

21h45 -   Grupo Saikyou Yosakoi Soran