Noticias Conhecendo mais



Tradição milenar marca início do Festival Nipo-Brasileiro


As tradições japonesas no palco principal da Acema foram as principais atrações da abertura oficial do 28º Festival Nipo-Brasileiro, na noite de sábado, dia 2. Um dos momentos mais marcantes da cerimônia foi a quebra do barril de saquê. O ritual que consiste na quebra da tampa do barril de saquê fermentado (vinho de arroz) se chama Kagami Wari. Esse momento é tradição nas festas japonesas e muito preservada pelas comunidades mundo afora, inclusive em Maringá, porque garantem sorte. Na oportunidade, quem teve o privilégio de pegar o martelo e rachar a tampa do barril foi o vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, e o presidente da Acema, Afonso Shiozaki.  E como é tradição, logo após a quebra do barril a bebida foi servida aos demais participantes para dar sorte ao evento. 



Vice-Cônsul do Japão e autoridades abrem o 28º Festival Nipo-Brasileiro


A primeira noite do Festival também foi marcada pela visita do vice-cônsul do Japão, Naonari Nishihara, e dezenas de outras autoridades importantes de Maringá, do Paraná e do País. Juízes, desembargadores, ministros, políticos em geral, autoridades policiais, patrocinadores e parceiros do Festival foram chamados ao palco para abrir a festa. 


O vice-cônsul destacou a importância do Festival para o País. “É um privilégio participar desse momento maravilhoso. Estou há pouco tempo no consulado e não conhecia o festival. Fiquei encantado. A festa é muito maior do que eu imaginava”, complementou Naonari Nishihara. 


Fábio Guillen, assessoria de imprensa


 




Copyright © Site Festival Nipo Brasileiro Desenvolvido por Osmar Loureiro 2015